A emoção do destino
Voltar à lista de destinos

Covilhã Selfie

Entre no nosso mundo
Covilhã Selfie
Covilhã Selfie

“Olha a fotografia…”

Este roteiro é o verdadeiro destino para quem gosta de fotografia e especialmente selfies. Toda a sua concepção teve como objectivo potenciar esta tendência que hoje é comum. O aspecto visual aliado a toda a histórica que emana da “Manchester Portuguesa” cria um cenário apelativo à nossa vista. Mais, todos os “selfiers” gostam de fotografias em cenários únicos e é aqui que o vale da Carpinteira, guardado secretamente pela não menos sexy ponte pedonal com o mesmo nome e escoltado pelos elevadores da Carpinteira, ganha toda a sua beleza natura/industrial. E de repente imagine: todo o som dos teares nestas fábricas, o fumo negro e industrial emanado das chaminés, operários que nem formigas para trás e para frente e o mosaico de cores, como se de um arco-íris se tratasse, dos panos de lã a secar ao sol. Que cenário podemos criar no nosso imaginário? É essa a razão do porquê de fazer este roteiro…

A arte aqui reina. É assim que se pode definir o New Hand Lab. Um espaço que… O melhor mesmo é visitar e contemplar, porque jamais irá tirar outras selfies iguais. E aproveite para ouvir, sim ouvir todos os segredos da arte de trabalhar a lã, sempre na boa disposição e companhia do Sr. Francisco Afonso. Ouça-o bem, pois vai reter este espaço para sempre na sua memória. (ex. Fábrica António Estrela / Júlio Afonso).

Quer local mais cool para a sua selfie na Covilhã? Não tenha medo das alturas e atravesse a Ponte Pedonal da Carpinteira. É daqui que vai ter a perspectiva ideal para uma selfie que vai entrar directamente no ranking das três melhores do seu álbum.

E aqui, bem no alto pare, foque e clique… O Jardim Público oferece-lhe num espectro de 360º, 1001 razões para fazer a sua selfie. Depois, com calma, veja que todas as fotografias ficaram maravilhosas, pois o cenário em seu redor é, no mínimo, o máximo. (ex. Miradouro do Jardim, Palacete do Jardim, Biblioteca Café Concerto, Museu de Arte Sacra, Elevadores da Carpinteira, Igreja de São Francisco, entre outros pontos de interesse).

Embrenhe-se no emaranhado de pequenas casas, vielas labirínticas que tanto individualiza a cidade antiga da Covilhã. Procure aqui o seu melhor plano revivendo toda a história que antiga judiaria da Covilhã (Janela Manuelina; Cruciformes judaicos). Lembre-se que entre si e o cenário que acompanha há estórias e tradições a descobrir. Porque não perguntar a um covilhanense, que calmamente lê o jornal diário sentado num banco de rua? (ex. Pelourinho, Largo 5 de Outubro).

No regresso, aconselhamos uma aventura pelas ruínas das fábricas. Um desvio opcional que o conduz até às paredes em ruínas destes mamutes de granito que contam muito de nós, os serranos. Feche os olhos e em silêncio sinta o pulsar de toda uma indústria que moldou esta cidade para sempre. Não poupe em selfies, pois motivos de interesse não vão faltar. (Ex. Nova Penteação e Fiação de Lãs; Fábrica Campos Melo & Irmão).

MAPA

Partilhar 

Outros destinos

Caminhos Pedestres

Caminhos Pedestres

Roteiro Automóvel

Roteiro Automóvel

a arte saiu à rua

A arte saiu à rua

Covilhã em Família

Covilhã em Família

Covilhã a Solo

Covilhã a Solo

Covilhã a Dois

Covilhã a Dois